CAT: Comunicação de Acidente de Trabalho

Compartilhar:

Categorias:

Tags:,

Publicado por Otniel Barbosa em

Apesar de todos os nossos esforços para tornar o ambiente de trabalho mais seguro, nem sempre conseguimos evitar um acidente de trabalho. E é exatamente pela eficiente do controle desses acidentes que conseguimos ter um levantamento completo dos números e incidências.

São estas notificações que ajudam os especialistas a dimensionar a gravidade da situação. Um exemplo é este dado de 2018, do Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho: naquele ano, 623,8 mil acidentes de trabalho foram notificados por meio de CAT.

E é sobre a Comunicação de Acidente de Trabalho que vamos falar hoje!

O que é a Comunicação de Acidente de Trabalho?

Se você ainda não conhece, a sigla CAT significa Comunicação de Acidente de Trabalho. Este é um documento que deve ser emitido para notificar acidentes de trabalho e também doenças ocupacionais, ajudando os índices nacionais e levando a programas de seguranças mais preparados.

Além disso, é este documento que serve para comunicar ao INSS a ocorrência de algum acidente de trabalho (o que está regulamentado pelo artigo 22 da Lei 8.213/1991). Por isso é necessário documentar qualquer acidente de trabalho ocorrido, tendo sido necessário o afastamento ou não do trabalhador.

Mais detalhes sobre a Comunicação de Acidente de Trabalho

É importante também saber quando emitir a CAT. Toda empresa é obrigada a notificar a previdência social qualquer acidente de trabalho, e isso é possível por meio da Comunicação de Acidente de Trabalho.

O prazo para isso é até o primeiro dia útil após a ocorrência. Outra situação é quando o acidente de trabalho leva um trabalhador a óbito. Aqui, a comunicação deve ser imediata.

E o que acontece com a empresa que não fizer esta comunicação? Segundo os artigos 286 e 336 do Decreto nº 3.048/1999, a empresa que não comunicar a previdência social está sujeita à aplicação de multa.

Mais alguém da empresa responsável pode emitir a CAT? Sim, o trabalhador envolvido no acidente pode fazer esta comunicação, assim como o seu dependente, a entidade sindical da qual faz parte, e até o médico ou alguma autoridade pública também podem realizar a emissão, em qualquer momento.

Tipos de Comunicação de Acidente de Trabalho

Para conhecimento e realização, é importante saber que existem três tipos de CAT’s .

  • CAT inicial:Comunicação comum, que deve ser emitida em caso de acidente de trabalho ou doença ocupacional, inclusive nos casos de óbito imediato (anexando o atestado de óbito);
  • CAT de reabertura: Este documento depende da inicial e deve ser emitida quando o estado do trabalhador piora ou quando um tratamento é reiniciado;
  • CAT de óbito: Por fim, esta comunicação é emitida em casos de óbito do funcionário após o envio da CAT inicial.

Como realizar a Comunicação de Acidente de Trabalho?

Atualmente, existem duas formas de se registrar a comunicação:

1. Registro da CAT online

A forma mais simples de se fazer o registro é através da internet, dentro do site do INSS. Lá você deve buscar a opção de cadastrar sua CAT online. Basta preencher todos os campos e enviar.

Se você preferir, também pode realizar o preenchimento manual, emitindo um formulário em branco para impressão.

2. Visitando uma agência do INSS

Com o  formulário da CAT (que você consegue baixar no site e imprimir), você visita uma agência do INSS e entrega o documento preenchido e realizar o registro.

Atenção: no caso do registro ser feito em alguma agência do INSS, é obrigatório a apresentação de um documento oficial com foto e o número de CPF.

Para todos os casos, é exigida a emissão de 4 vias do documento. A primeira deve ser enviada ao INSS, a segunda enviada ao segurado ou ao dependente do mesmo, a terceira ao sindicato do trabalhador acidentado e a quarta ficando com a empresa.

Tem mais dúvidas sobre o assunto? Nos escreva um comentário que teremos o maior prazer em te ajudar. Lembramos que a Labore Consultoria pode te ajudar na Segurança do Trabalho do seu negócio.

Você também vai gostar de ler:

Entendendo e conhecendo melhor o PPRA.

Otniel Barbosa

Diretor da Labore Consultoria. Licenciado em Física pela UFRPE, Master Coach Integral Sistêmico pela FEBRACIS especialista em Desenvolvimento de Empresas e Carreiras, Técnico Em Segurança e Saúde do Trabalho pela ETFPE com 30 anos de atuação no mercado, Analista de Perfil Comportamental CIS Assessment, Especialista em eSocial, atualmente cursa Engenharia Mecânica pela Uninassau.

Posts relacionados

Ainda não tem comentários neste post

Deixe o seu comentário