Cuidados para evitar transmissão de doenças no ambiente de trabalho

Compartilhar:

Categorias:

Publicado por Agência Conteúdo em

Com a pandemia mundial e aumento de casos da COVID-19, muitas empresas viram a necessidade de pausar seus trabalhos para proteger a sua equipe e evitar a transmissão de doenças no ambiente de trabalho.

Por isso, durante alguns meses, muitos negócios passaram por momentos de tensão, sem movimentação e cheio de incertezas. O que também deixou os trabalhadores do país assustados em relação ao futuro.

Apesar de a situação ainda não ter sido solucionada, a estabilização do número de casos fez o mercado retornar suas atividades, com um volume reduzido e várias medidas de proteção, tanto para os trabalhadores como os clientes.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) vem, ao longo deste período, estudando vários modos de potencial transmissão do novo coronavírus, como gotículas no ar ou em aerossol, e também outros meios ou canais de transmissão.

A verdade é que ainda não termos todas as respostas sobre as condições que levam a transmissão do vírus, sabemos que existem diversos cuidados necessários para aumentar a segurança.

E isso não se dá apenas para o caso atual do vírus, que ganhou proporções mundiais. Todas as medidas que trouxemos aqui são necessárias para evitar a transmissão de diversas doenças que podem se propagar no ambiente de trabalho e afetar sua equipe.

Adotar medidas para prevenir a contaminação nos ambientes de trabalho é fundamental para um retorno seguro dos trabalhadores nos ambientes de trabalho.

Medidas para evitar transmissão de doenças no ambiente de trabalho

Seu ambiente de trabalho deve ser preparado para atender diversas demandas ou necessidades dos trabalhadore. Por isso a importância de um controle diário das condições de saúde e o apoio externo ao trabalho nas situações que venha a manifestar as doenças.

Continuar com práticas de higiene pessoal é essencial, mas também é preciso adotar procedimentos e mecanismos adequados para promover uma ventilação apropriada no local.

Vale lembrar os principais cuidados que não devem parar: lavagem das mãos, uso de álcool gel para higienizar mãos e superfícies, limpeza e desinfecção dos locais, distanciamento social de 1,5 a 2 metros e o uso de máscaras de tecido.

Nesses meses, para permitir a atividade dentro de ambientes fechados, profissionais da Segurança e Saúde Ocupacional (SSO) determinaram algumas medidas que precisam ser seguidas para garantir as melhores condições para os trabalhadores:

– É recomendado fornecer uma ventilação suficiente, principalmente em edifícios públicos, ambientes de trabalho, escolas, hospitais e ambientes com idosos;
– É preciso trocar a ventilação de ar-condicionado por outros que renovem o ar do ambiente, inserindo ar limpo, como acontece com exaustores e filtros de ar de alta eficiência, ou luzes ultravioletas germicidas;
– É essencial evitar a superlotação ou concentração de pessoas, lembrando dos transportes públicos, edifícios públicos ou espaços com pouca circulação de ar;
– É necessário adotar procedimentos rotineiros como abrir e manter portas e janelas, para aumentar o fluxo e circulação do ar no ambiente de trabalho.

Em caso de suspeita de contaminação de qualquer doença, recomenda-se o afastamento do funcionário e que se mantenha em observação todos aqueles que entraram em contato com ele.

Tomando esses cuidados básicos, já é possível reduzir drasticamente o número de contaminação do vírus no ambiente de trabalho, permitindo um retorno mais seguro e oferecendo mais proteção para sua equipe.

Tem mais dúvidas sobre como manter as melhores condições de saúde no seu ambiente de trabalho? Chama a LABORE!

Agência Conteúdo

Agência Digital em Recife

Posts relacionados

Ainda não tem comentários neste post

Deixe o seu comentário