Retenção de INSS. Como reduzir o impacto tributário.

Compartilhar:

Categorias:

Tags:,

Publicado por Otniel Barbosa em

A imagem mostra uma pessoa juntando moedas gigantes com uma pá

Quando a retenção de INSS sobre o valor da NF de Serviços pode ser maior que 11%?

Neste artigo mostramos como reduzir o impacto de uma retenção de INSS que pode chegar a 15% sobre o valor total da nota fiscal de serviços

O caminho indicado, sem dúvida, é o gerenciamento dos aspectos de Segurança e Saúde do Trabalho de sua equipe.

Fundamentação Legal da Retenção de INSS de 11%.

Ao realizar serviços na modalidade de sessão de mão de obra ou empreitada, a empresa fica sujeita a retenção de INSS na base de 11%.

Esse percentual será aplica sobre o valor total da Nota Fiscal / Fatura por força da Lei 9.711/98 ou ainda mais recentemente do artigo 112 da IN-RFB 971/2009.

Ao instituir a retenção do INSS o legislador deslocou a obrigação do recolhimento que seria do empregador para seu tomador de serviços.

Essa retenção constitui na realidade uma antecipação de recolhimento.

Que serviços estão sujeitos a retenção de INSS

Estão sujeitos a retenção, quando contratados por meio de cessão de mão obra ou empreitada os serviços de:

  • Limpeza, Conservação ou Zeladoria, que se constituam em:
  1. varrição,
  2. lavagem,
  3. enceramento
  4. ou em outros serviços destinados a manter a higiene, o asseio ou a conservação de praias, jardins, rodovias, monumentos, edificações, instalações, dependências, logradouros, vias públicas, pátios ou áreas de uso comum;
  • Vigilância ou Segurança, que tenham por finalidade:
  1. garantia da integridade física de pessoas ou
  2. a preservação de bens patrimoniais;
  • Construção civil, que envolvam:
  1. a construção,
  2. a demolição,
  3. a reforma
  4. ou o acréscimo de edificações
  5. ou de qualquer benfeitoria agregada ao solo ou ao subsolo
  6. ou obras complementares que se integrem a esse conjunto, tais como a reparação de jardins ou de passeios,
  7. a colocação de grades ou de instrumentos de recreação,
  8. de urbanização
  9. ou de sinalização de rodovias ou de vias públicas;

Quando o valor retido pode ser maior que 11%

Artigo 145 da IN-RFB 971/2009 determina que quando a atividade dos segurados na empresa contratante for exercida em condições especiais, que prejudiquem a saúde ou integridade física destes, de forma a possibilitar a concessão de aposentadoria especial após 15, 20 ou 25 anos de trabalho, o percentual da retenção de INSS aplicado sobre o valor dos serviços prestados por estes segurados, a partir de 1º de abril de 2003, deve ser acrescido de 4%, 3% ou 2% respectivamente , perfazendo o total de 15%, 14% ou 13%.

A importância do contrato de prestação de serviços

A importância do contrato de prestação de serviços
Contrato de prestação de serviços

Quando não existir um contrato de prestação de serviços:

Se a atividade realizada expor os trabalhadores a condições ensejadoras de aposentadoria especial, o acréscimo de:

  • 4%, (Para aposentadoria em 15 anos)
  • 3%, (Para aposentadoria em 20 anos)
  • ou 2% (Para aposentadoria em 25 anos)

incidirá sobre o total da nota fiscal.

Existindo a previsão contratual:

A utilização de mão de obra em condições ensejadoras de aposentadoria especial a retenção do INSS adicional de 4%, 3% ou 2% incidirá apenas sobre os valores referentes a esses serviços.

Para tal a empresa prestadora de serviços deverá emitir uma nota fiscal específica.

Essa NF conterá apenas os valores referentes às atividades exercidas em condições especiais.

Outra forma de fazer é destacar o valor destes no corpo da nota fiscal.

Impactos Financeiros da Retenção Sobre o Total da Nota Fiscal

Quando o prazo de pagamento das faturas é superior a 60 dias, a empresa prestadora fará o recolhimento e sofrerá a retenção do INSS antes que possa solicitar uma compensação ou restituição desta retenção.

Isso pode, pois,  ocorrer uma vez que é preciso primeiro ter esses valores informados por meio dos eventos R-2010 (Retenção Contribuição Previdenciária – Serviços Tomados) e R-2020(Retenção Contribuição Previdenciária – Serviços Prestados) da EFD-Reinf para só então valer-se do0 crédito dos mesmos na PERD/COMP Web.

Essa situação impacta negativamente o fluxo de caixa do prestador de serviços e até mesmo seu resultado financeiro.

Mas Como Indicar e Comprovar Sobre Que Segurados Deve Incidir o Acréscimo da Retenção De INSS?

A comprovação do grau de risco de suas atividades, para efeito de determinação da alíquota adicional de 4%, 3% ou 2%, e definir quais são ou não exercidas em condições especiais, o prestador de serviços deverá elaborar o LTCAT de todas as atividades desenvolvidas e mantê-lo atualizado de acordo com a fase da obra.

De posse do LTCAT portanto é possível indicar com precisão os trabalhadores sobre os quais incidirá a retenção adicional do INSS.

A partir dessa indicação pode-se cobrar do tomador de serviços que essa retenção seja feita apenas sobre os valores referentes a esses segurados.

Otniel Barbosa

Diretor da Labore Consultoria. Licenciado em Física pela UFRPE, Master Coach Integral Sistêmico pela FEBRACIS especialista em Desenvolvimento de Empresas e Carreiras, Técnico Em Segurança e Saúde do Trabalho pela ETFPE com 30 anos de atuação no mercado, Analista de Perfil Comportamental CIS Assessment, Especialista em eSocial, atualmente cursa Engenharia Mecânica pela Uninassau.

Posts relacionados

Ainda não tem comentários neste post

Deixe o seu comentário